Patagônia

Acredita-se que os primeiros habitantes da Patagônia chegaram lá há 6000 anos. Era o lar de diversas etnias, das quais apenas os Mapuches ainda sobrevivem. A colonização “europeia” da região só se deu a partir de 1536. Depois que Fernão de Magalhães descobriu o caminho para o Pacífico, oceano que ele mesmo batizou, demorou alguns anos até que outros ousassem repetir a façanha. A navegação no extremo Sul do continente é muito difícil. Seja pelos ventos fortes do mar aberto, seja pelos estreitos canais que margeiam o continente. No entanto, foi uma rota muito usada para escoar os tesouros peruanos que iam para a Espanha.

Em 1832-33, durante sua viagem de volta ao mundo a bordo do navio Beagle, comandado pelo Capitão Fitzroy, Charles Darwin esteve na Patagônia, percorrendo o litoral e o interior da região. Darwin coletou diversos fósseis de animais extintos que foram muito importantes para o desenvolvimento da Teoria da Evolução das Espécies. Hoje estes nomes estão imortalizados na Patagônia: existe a Cordilheira Darwin na Terra do Fogo, o Monte Fitzroy no Parque Nacional Los Glaciares e o Canal de Beagle também.

A Patagônia é uma imensa área de quase 800 mil km². Seus limites mais ao norte começam, no Chile na região de Puerto Montt, e na Argentina na mesma latitude, na região de Bariloche (Nos Andes) até a Península Valdés, no Atlântico. Com tamanha extensão, ela pode ser dividida em três grandes áreas: Patagônia Atlântica, Andina e Austral.

Click na imagem para aumentá-la...

Veja aqui outras viagens...

error: Este conteúdo é protegido!!!